Como fica a gestão de empresas em tempos difíceis?

Planejamento & Organização

Nos bancos de faculdade em cursos de gestão se aprende que as empresas estão em um cenário macro, onde o mesmo é dividido em interno e externo. Para o cenário interno, ela detém total controle e pode constantemente melhorar suas fraquezas e potencializar os seus pontos fortes. Já no cenário externo, não se detêm controle da situação, mas é importante conhecer para se preparar melhor para ameaças e aproveitar as oportunidades.

Resumidamente o que foi citado acima é apresentado através de uma matriz muito conhecida como SWOT (strengths, weaknesses, oportunities e threats), traduzindo: forças, fraquezas, oportunidades e ameaças.

Mas o ponto que quero chegar nesta escrita é que desde o final de 2019, na China, iniciou um surto de um vírus chamado Corona vírus e até então este fato aparentemente não tem relação com o cenário das empresas não é verdade? Teoricamente não, mas vamos pensar que tal está no ambiente externo e a principio não gera impacto no negócio. Em um primeiro momento, acredito que muitas empresas por uma questão natural não imaginou que internet, globalização, o direito de ir e vir, importação, exportação dentre outros também não teriam relação alguma com o tal surto que estava acontecendo lá na China e que está bem distante da realidade do Brasil, mas o vírus se espalhou em uma facilidade e velocidade pelo mundo até chegar em nosso país.

Com a pandemia instalada em nossa realidade, enfrentamos tempos difíceis: pessoas contagiadas, necessidade de isolamento social, suspensão das atividades econômicas por tempo indeterminado, economia parada, necessidade de criação de protocolos de saúde, risco de colapso no SUS, medidas provisórias elaboradas diariamente dentre outros…

Mas se estamos em tempos difíceis, então como fica a gestão das empresas?

Essa talvez seja a pergunta feita por todos empresários nos últimos tempos e que não se tem uma resposta concreta neste cenário de incerteza, afinal, como pensar em investimentos, metas, planejamento estratégico dentre outros aspectos se não sabe se irá receber as vendas realizadas?

Diante disso é necessário que a gestão das empresas em tempos difíceis seja realizada considerando os seguintes aspectos:

  • Estude diariamente o negócio possibilitando melhorar a visão de todos os recursos disponíveis (humanos, materiais, técnicos e financeiros)
  • Acompanhe as medidas provisórias, legislações, decretos dentre outros documentos da sua região.
  • Reestruture suas atividades operacionais para não deixar de atender os clientes mesmo que estes estejam reduzidos.
  • Promova ações de conteúdo relacionado ao seu negócio para todos os interessados através dos recursos tecnológicos e com o auxílio da internet.
  • Mantenha o contato constante com clientes e fornecedores mesmo que aparentemente não gere “negócios” visando selar a relação.
  • Busque orientação especializada em tomadas de decisões complexas.
  • Compartilhe as dores e ansiedades do seu negócio com pessoas de sua confiança (sócios, consultores, contadores dentre outros)

Para finalizar esta reflexão sobre como fazer gestão de empresas em tempos difíceis, tenha sempre uma conduta de aprendizagem, ou seja, mesmo tudo difícil sempre é possível extrair algum tipo de aprendizado, mas faça isso criteriosamente, coloque isso no papel ou no editor de textos. O registro do aprendizado pode favorecer que você e seu negócio esteja mais consciente e se prepare melhor para o enfrentamento de novos tempos difíceis.

Deixe um comentário